11 dezembro 2017

Outros Mares


.Outros mares
.
.
.
.

Já navegamos esses mares
E eu não tenho mais norte
Perdi tudo que era certeza
Resta me a vontade das marés

Sei que irei pela tormenta fora
Conhecer a salinidade alheia
.
.
.
.Borealis in Aurora

01 novembro 2017

Mergulhar



Mergulhar
.
.
.
.
Há este ruido superficial
onde reina a confusão dos dias
parece valer tudo que não vale
até o grito do amor impróprio
.
Porque aquem e além pauta
cresce a arritmia dos aflitos
há corpos  por conquistar
e as palavras já escasseiam
.
.
.
.Borealis in Aurora





Errar



Errar
.
.
Sinto que aprimorei o defeito
e já consigo lembrar-me de ti
porque fiz minha toda a culpa
finalmente és amor perfeito

Tudo que não chegou a ser
a mim deve a triste autoria
.
.
.
.Borealis in Aurora

Vamos





.Vamos
.
.
.
Antes que se faça tarde
enveredemos pela sinuosidade
a que nos levam os sentimentos
mas desta feita sem arrependimento

Já me chega de nunca mais
.
.
.
.Borealis in Aurora

28 outubro 2017

Tudo que não tenho




Tudo que não tenho
.
.
.
.
Dar-me-ias
uma mão cheia de nada
e outra de nem tanto
para somar ao que não tenho
.
.
.
.
.Borealis in Aurora

Arquivo do blogue

Acerca de mim